Páginas

quinta-feira, 4 de junho de 2015

PROSPERIDADE: Inclui ou exclui?

Uma das doutrinas mais populares da atualidade, é a doutrina da prosperidade! Ela é tão popular que mudou o completo aspecto do movimento evangélico no Brasil.

E a prosperidade dentro do contexto bíblico, é valido e licito! Minha queixa é contra a deturpação dessa doutrina!

Veja bem, a doutrina da prosperidade deveria de beneficiar primeiramente os pobres, aqueles que mais precisam de ajuda! Certo? Só que na atualidade, os pobres são os mais excluídos, dessa “benção divina”!

A razão disso, é que a doutrina da prosperidade como é pregada hoje, exige uma “contribuição” do “suposto” beneficiário – e os pobres não tem com o que contribuir!

Dê uma olhada nas Igrejas que só pregam $$$! Dê uma olhada no publico que super lotam os seus templos! Você vê algum morador de rua? Você vê algum mendigo? Afinal de contas, eles são os que mais precisam de prosperidade!

Resultado de imagem para foto de pobre mendigando

Essas Igrejas NÃO querem os pobres… eles querem os ricos e os novos componentes da classe média, pois eles tem dinheiro (e dentro do perfil dessa doutrina tem que ter dinheiro para “gerar” dinheiro)!

Do jeito que hoje é pregado a doutrina da prosperidade, ao invés de incluir a sociedade mais necessitada, ela exclui!

Eu comparo a maneira como essa doutrina é pregada, com aquele ditado: UNINDO A FOME, COM A VONTADE DE COMER! Veja bem, Igrejas que querem dinheiro atraem pessoas que também querem dinheiro! Essas seitas fazem campanhas muito bem boladas, para atrair quem tem dinheiro e quem quer dinheiro!

Aquele que dá (querendo receber) é tão corrupto quanto aquele que recebe sabendo que é tudo falcatrua!

Domingo aqui em nossa Igreja matriz, depois de uma mensagem sobre missões… uma pessoa (que não sei quem é) movido de compaixão “por almas” colocou na bandeja da oferta sua “gravata” (com certeza por falta de algo melhor para ser colocado)! Na verdade, era uma gravata velha e gasta… Mas ela representava um sentimento, um desejo de querer ajudar nossos Missionários no campo de trabalho. Queria ver, o que os Pastores da Universal, fariam com uma “gravata” na “salva da oferta”??? Pois para eles, não interessa o sentimento e a sinceridade… eles não se interessam pela qualidade da oferta e sim a QUANTIDADE!

Ainda bem que não foi numa Universal, que Jesus entrou no dia em que ele viu a viúva dar suas únicas e poucas moedas? Pois lá, a pobre viúva, não teria ganhado um elogio e sim uma repreensão - É SÓ ISSO QUE TENS PARA CONTRIBUIR? Diria o sacerdote Macedo!

Resultado de imagem para foto da viuva que só deu duas moedas na oferta

Sim, eu creio na doutrina da prosperidade… ela é bíblica e real! Eu sou fruto dela…

Robert Cleveland Lambeth

Nenhum comentário:

Postar um comentário