Páginas

sábado, 7 de dezembro de 2013

E se todos fossem igual a você?

Ao olharmos em nossa volta vemos tantas coisas ruins! O mundo anda tão injusto, tão vazio, tão revoltado, tão sem amor, tão sem perdão, tão sem paz…

MAS E SE TODOS FOSSEM COMO VOCÊ? As coisas seriam melhor? Veja bem, é fácil criticar, achar as causas e os motivos para todos os males do mundo! Mas e se todos os homens fossem como você é?

Haveria mais amor? Haveria mais perdão? Haveria mais sinceridade? haveria mais humanidade? Haveria mais dialogo e paz?

Dependendo de como você responde essa pergunta podemos determinar se você é parte do “problema”, ou da “solução” das coisas!

As vezes num culto, meio pesado… eu paro tudo e pergunto: se todos fizessem o que você está fazendo agora, o culto seria melhor? Se todos louvassem a Deus como você está louvando? o culto seria melhor?

É muito fácil nós criticar a Igreja (por exemplo), por ela não estar cumprindo o seu papel… Mas e se todos fizessem como você faz as coisas… tudo seria igual ou diferente!

Esses dias alguém me disse: Pastor o povo não está orando mais como antigamente! E isso é verdade… Mas conhecendo a vida desse critico, eu perguntei a ele: e se todos fossem orar o tanto que você ora… as coisas seriam diferentes? Acrescentei a ele: podemos colocar você como exemplo a ser seguido, no assunto oração?

Ao invés de nós constantemente estar empurrando a culpa e a responsabilidade aos outros… Vamos nós mudar a nós mesmos! Vamos nos esforçar para sermos melhores… e se alguém  nos fizer a pergunta acima, poderemos dizer que sim, (se todos fossem igual a mim, as coisas seriam melhor)!

O melhor do mundo, começa em nós!

Robert Cleveland Lambeth

Nenhum comentário:

Postar um comentário