Páginas

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Eu estava certo…

Não sabia, que minha ultima postagem tinha acertado tão em cheio em um único assunto! Essa semana, 3 das maiores revistas semanais do Brasil (VEJA, Época e o Estadão), foram idênticas ao tratar a questão do Homossexualismo! Sem duvidas, esse é o assunto da hora! (Engana-se quem acha que isso tudo, é apenas uma retaliação ao Feliciano)!

Na verdade, esse tema não é algo do “Brasil”… O mundo inteiro, está ligado nesse tópico! Alguns dias atrás, o CEO (Diretor Executivo) da Starbucks Café, disse em reunião com seus acionistas, de que ele dispensava todo cliente hetero ou qualquer pessoa que tivesse objeção ao homossexualismo. Para um empresa como a Starbucks, que depende de clientes e de vendas… essa afirmação foi profunda! Aliás, afirmação causou revolta em vários seguimentos religiosos dos EUA, inclusive com uma nota de repudio, da SBC (Southerem Baptist Convention – a maior organização religiosa do Mundo).

Acho que o resumo dos meus sentimentos sobre isso, é que toda ação tem de gerar uma reação… Seja qual for o tema, quando algo é dito por alguém, que contraria a palavra de Deus… a Igreja não pode ficar calada! Quando um “risco” é feito na areia, uma decisão precisa ser tomada: de que lado fico eu? A Igreja não pode ficar calada… A Igreja não pode simplesmente esconder-se nessa hora… ESTÁ NA HORA DA IGREJA MOSTRAR A SUA FORÇA E IDENTIDADE!

***********************************************************

CRISE NA QUALIDADE

Ultimamente, tenho notado um desleixo grande na qualidade de lanchonetes como McDonalds e Burger King. Eu não frequento esse lugares seguidamente, mas a cada visita noto uma decadência! A qualidade dos lanches (frios e mal feitos), o atendimento (filas longas e atendentes mau humorados)… é ridículo, algo ser tão caro, e com tão pouco qualidade!

Isso também é uma onda mundial… Em Países desenvolvidos, essas lanchonetes quase faliram, pela falta de clientes, espantados pelo baixo nível dos produtos oferecidos.

Em geral, a questão qualidade, prestação de serviços e atendimento está em crise. Chega de “call centers”, chega de não ter para quem reclamar… Engana-se quem pensa que o mercado está saturado… O mundo está a busca de qualidade e humanização dos produtos… Isso vale para a Igreja também! O povo quer ser amado e valorizado e não usado e descartado!

Robert Cleveland Lambeth

Nenhum comentário:

Postar um comentário