Páginas

domingo, 3 de julho de 2011

Cavalo dado…

Tem um ditado comum no mundo que diz:

“Cavalo dado… não se olha os dentes”.

***A interpretação disso é que quando se ganha um presente, não se observa a qualidade do presente e sim o gesto em si! Tudo que é dado deve ser apreciado… sem levar em conta a “idade do cavalo”! Afinal de contas é algo dado!

Contudo, na vida Ministerial temos a tendência de sempre sermos muito minuciosos ao avaliar as oportunidades que Deus (ou o Ministério da Igreja) nos dá! Então na tentativa de ajudar alguém a saber o que se deve observar, quando lhe é oferecido algo a fazer dentro da obra de Deus, permita-me expor algumas considerações!

  • “Igreja dada… não se observa os dízimos”.
  • “Departamento dado… não se observa a sua grandeza atual”.
  • “Chamado recebido… não se observa as dificuldades a serem enfrentadas”.

As frases acima, são apenas algumas de muitas que eu poderia escrever. Mas na verdade, o que é que se deve observar então ao fazer as escolhas Ministeriais de nossa vida? Tem que haver um critério! Senão, diríamos SIM a tudo que nos é oferecido e isso também não seria sábio!

Eis algumas dicas:

FALANDO DE IGREJAS:

  • Se algum dia lhe for oferecido uma Igreja (para Pastorear) ou um campo para abrir ou estabelecer uma Igreja, NUNCA leve em consideração o estado atual da Igreja! Quantos membros a Igreja tem ou quanto de dizimo a Igreja produz nunca deve ser um fator determinante! O que vale é o potencial do lugar!!! Ou seja, qual o seu sentimento com relação a Cidade? A Cidade tem potencial para se ganhar almas? E o prédio da Igreja é bem estruturado? E a Região aonde essa Cidade está localizada tem potencial? Veja bem, todos esses critério que apresentei tem haver com o futuro!!! AFINAL DE CONTAS, É PARA ISSO QUE VOCÊ FOI CHAMADO PARA AQUELE LUGAR: PARA MUDAR A REALIDADE OU A ATUALIDADE DAQUELA IGREJA!
  • Claro que quando se lhe é oferecido uma Igreja com muitos membros, músicos e uma boa renda isso ajuda (quando isso é analisado como um trampolim para o crescimento futuro)! Mas mesmo assim, você deve olhar o potencial do local! Se não, você corre o perigo que ver a Igreja cair… se quando você assumiu ela, ela está no seu potencial máximo!!!
  • Se uma Igreja tem 100 membros, e boa estrutura atual… e ela já está vivendo o seu pico sem nenhuma perspectiva de crescimento (ou por questões da localidade, da Cidade ou etc.) ela vai começar a morrer em suas mãos… Então  eu prefiro assumir uma Igreja com 20 membros, sem estrutura mas com potencial!!! Afinal eu acredito no meu Ministério! Foi Deus que me deu ele e ELE é capacitou não para ser um mantenedor e sim um desbravador! Igrejas que não crescem… morrem!!!
  • Toda a decisão que tomamos deve ser olhando para o futuro! Esse lugar tem futuro? (note bem: eu não disse, esse lugar tem presente?) A Cidade é boa? Tem lugar para mim evangelizar? Tem lugar para mim abrir pontos de pregação? Tem radio na cidade para mim colocar um programa?
  • Não sou preconceituoso, mas se hoje me dessem uma oportunidade de abrir uma Igreja num campo novo… Eu não abriria em nenhuma Cidade com menos de 100.000 habitantes! Não estou dizendo com isso, que cidades pequenas não precisam de Igrejas… com certeza elas precisam sim! Mas temos pouco tempo antes da volta de Cristo! E outra, perto de toda Cidade grande, tem Cidades pequenas… Abrir num centro urbano, estabelecer um povo e depois esticar e alcançar as Cidades menores em minha volta! POR OUTRO LADO, TEM MUITAS CIDADES PEQUENAS, COM GRANDE POTENCIAL! TAMBÉM NÃO PODEMOS GENERALIZAR. MINHA COLOCAÇÃO ACIMA, TEM HAVER COM LUGARES NOVOS… MAS TEM MUITAS IGREJAS EM LUGARES PEQUENOS QUE AINDA NÃO ACALÇARAM O SEU POTENCIAL! NESSA PARTE, O ESPIRITO SANTO TERÁ QUE LHE AJUDAR!
  • Ai vem a pergunta: Como vou me sustentar num lugar sem estrutura? Bem, se você realmente tem um chamado de Deus, essa parte Deus cuidará (eu sei que muitos não acreditam nisso, mas eu vivo isso todos os dias!) Deus é fiel! Até hoje, é ELE que continua me ajudando superar meus desafios! Você tem que acreditar em você mesmo e acreditar no futuro daquilo que Deus quer fazer através de sua vida! Deus é o Deus da providencia! É ele que nos guarda e nos sustenta! Aliás, se você tira Deus da equação então você passa a contar apenas com a realidade do local, com a estrutura financeira atual do povo… e ai sim, você vai se frustrar, pois basta uma onda de desemprego passar e você vai ver que tomou a decisão errada! Maldito o HOMEM QUE CONFIA NO HOMEM! Confie no Senhor Jesus!!!

Eu sei que normalmente, pessoas não leem postagens longas… por isso, vou parar por aqui! Depois eu publico mais sobre Departamentos e oportunidades dentro da Igreja! Aguardem!

Robert Cleveland Lambeth – Apenas expondo alguns de meus pensamentos (uns gostam… outros odeiam!!!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário