Páginas

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

No Jardim de Deus!

Servir a Deus é a melhor escolha que alguém pode fazer. Esse caminho é tão bom e tão atraente, que qualquer pessoa de bom senso, optaria por ele. É por isso que o diabo tem que constantemente denegrir a imagem da Igreja, pois se não fizer isso, ele ficaria se nenhum seguidor! (Aliás, quem seguiria o diabo, se soubesse ou visse como ele é feio, fedido e destrutivo? Ninguém!) Deus disse a Adão: “de toda a árvore do jardim, comereis livremente”. Que promessa gloriosa! Quem não iria querer morar num lugar assim? Lugar de abundancia! Lugar de fartura! É claro, não posso esquecer a parte onde Deus também disse: “mas da árvore do conhecimento do bem e do mau, essa não comerás” ( isso é porque Deus estava querendo estabelecer um preceito a ser seguido nas gerações futuras). Quando a serpente apareceu no jardim, o argumento que ela usou, foi mostrar para Eva o que ela não poderia fazer (a estratégia do diabo não mudou)- fazendo Deus parecer um opressor! Eva foi tola e se deixou iludir com essa conversa. Ela deixou de ver todos os benefícios que aquele pacto de obediência lhe concedia e ficou frustrada porque tinha uma única coisa que ela não poderia tocar. Quantas vezes eu já falei com pessoas sobre a palavra de Deus e sobre a Igreja, e eles sempre tem a mesma desculpa: eu não sirvo a Deus, pois o Deus de vocês é o Deus do NÃO (tudo é pecado)! Eu sempre replico: você está errado, o nosso Deus é o Deus do SIM (tudo me é lícito)!!! É verdade, tem algumas coisas que não fizemos, pois há um pacto de fidelidade e obediência entre nós e o nosso Deus. Mas eu não quero viver num jardim com milhares de árvores frutíferas, e ficar concentrado apenas na uma única árvore que eu não posso comer! O diabo gostaria de me fazer pensar de que estou vivendo uma vida lograda dos prazeres do mundo! Mas no jardim de Deus, eu já tenho tudo que eu preciso para viver feliz e saudável! No jardim de Deus tem: cura, poder, alegria, irmandade, unção, glória, vitória, revelações, plenitude, fervor, libertação... o Jardim é cheio “de toda a árvore” e Ele me deixou comer de todas elas... esse é o meu Deus!!!!
Robert Cleveland Lambeth

Nenhum comentário:

Postar um comentário