Páginas

domingo, 18 de outubro de 2009

Perdão VS Anistia

O Italiano Cesare Battisti, condenado na Itália por 3 homicídios e outros atos terroristas, está preso no Brasil, onde pede “asilo político”. O ministro da Justiça do Brasil está lutando para salva-lo, tentando conceder uma "Anistia"! Para quem não sabe, "Anistia" resumidamente é, “passar a mão por cima... fazer de conta que nada aconteceu” ou tornar um “ato nulo”! Nos dias de hoje, muitas pessoas estão em busca da "Anistia" dos seus erros e pecados! O problema, é que Deus não concede Anistia... ELE dá perdão... e perdão é resultado de ARREPENDIMENTO! Os homens dizem: “eu quero anular os meus erros (anistia)”... Mas Deus só pode remir os nossos pecados. O difícil, é que para receber o perdão (muito mais poderoso do que qualquer anistia), precisa se usar aquela palavra mágica: “ eu errei, eu falhei... eu quero me consertar (confessar)- o que foi que o filho prodigo falou ao Pai? pequei contra ti e contra os céus – LC 15:18 – 21 (e porque ele teve a atitude certa a porta da casa se abriu novamente a ele). Deus não quer encobrir nada... ele quer “apagar nossas falhas” e isso acontece quando admitimos que somos pecadores! Ao admitir (mostrar arrependimento), cria em nós um sentimento chamado “remorso”, que nada mais é do que nojo dos nossos erros e falhas, e esse sentimento nos ajuda a não cometê-los mais! Quando Saul errou e foi confrontado, ele pediu ao Profeta “Anistia” (Honra-me, perante o meu povoI Sam 15:25-30Ele estava mais preocupado com sua imagem, do que com o seu pecado). Com Davi foi diferente... ao ser confrontado, ele cai ao chão com lágrimas, e pede a misericórdia de Deus (sem se preocupar com o trono, posição, imagem e etc). I João 1:7 diz: “Confessai os vossos pecados, e ele é fiel para nos perdoar”! Deus não nega perdão a nenhum pecador arrependido! Se você quer uma mudança de vida, fale com Deus... ele está pronto e disposto a lhe atender! Se você só quer uma nova identidade (anistia)... então fale com o Tarso Genro!
Robert Cleveland Lambeth

Nenhum comentário:

Postar um comentário