Páginas

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

O Deus do levanta-te!

Indo a Cidade chamada Naim, perto da porta, encontrou uma multidão que levava um defunto, filho único de uma viúva. Vendo-a o Senhor, moveu-se de intima compaixão e disse: não chores. Chegando-se ao esquife, tocou-o e disse: levanta-te” (Lc 7: 11-14) Essa história é muito conhecida de todos nós! Nesse cenário triste, está uma mãe, viúva, levando o seu único filho ao cemitério, e durante esse percurso, ela se encontra com Jesus! Ele vendo a cena, e conhecendo todos os detalhes ligados com esse momento, enche-se de compaixão e diz NÃO CHORES! "Nós temos um Sumo Sacerdote que se compadece de nossas fraquezas" (Heb 4:15). Compaixão é um sentimento divino. Enxergar a dor da outra pessoa... se colocar no lugar do sofredor! A razão que o Ministério de Jesus teve tanto impacto, além de outras coisas, era o fato de que ele era movido por compaixão. Ele nos conhece... e sabe onde está a nossa dor! E por causa desse sentimento, ele disse a mãe do menino: Não Chores! Como é bom ouvir uma palavra alentadora nos nossos momentos de dor. Ela ainda era viúva, e ainda estava indo ao cemitério com o seu único filho, mas ELE DISSE: NÃO CHORES! Deus sabe como tocar em nossos sentimentos... Ele sabe a palavra certa, para estimular a nossa alma! Como é bom servir ao Deus do “não chores”. Mas veja bem, Jesus não somente tocou no sentimento da mulher, ele tocou no problema da mulher – “menino, levanta-te”! Diferentemente de algumas Igrejas, que só trabalham no “sentimental das pessoas”, Jesus toca na dor e na causa da dor! Teria sido suficiente Jesus apenas confortar o coração da mulher dizendo não chores, e ter deixado ela prosseguir ao cemitério? Jesus quer sarar nossas dores e nossas feridas, e também sarar as causas de nossas dores e feridas! A Igreja verdadeira, não é aquela que somente mexe com os sentimentos das pessoas, mas que tem o poder de resolver os problemas das pessoas! Mais e mais eu tenho visto Igrejas, direcionando os seus ministérios em “balsamar os sentimentos das pessoas”. Precisamos de PODER para dizer: menino, LEVANTA-TE”.
Robert Cleveland Lambeth

Nenhum comentário:

Postar um comentário