Páginas

segunda-feira, 30 de julho de 2012

sexta-feira, 27 de julho de 2012

O poder da fome!

2 Reis 6:28 - Contudo o rei lhe perguntou: Que tens? E disse ela: Esta mulher me disse: Dá cá o teu filho, para que hoje o comamos, e amanhã comeremos o meu filho. Cozemos, pois, o meu filho e o comemos; e ao outro dia lhe disse eu: Dá cá o teu filho para que o comamos; e ela escondeu o seu filho.

Essas escrituras se referem ao tempo de fome em Samaria! Ao ler esse relato, ficamos “boquiabertos” com o fato descrito!

Primeiro, uma Mãe propõe comer o seu filho assado! Depois o plano era no outro dia, comer o filho da vizinha! Isso para mim é um absurdo!!! Que mãe faria algo assim???

Como sabemos que a Bíblia não mente, então a única maneira de interpretar essa história é acrescentar nela o fator: FOME!

A FOME é algo muito poderoso! Pessoas com fome, fazem qualquer coisa! Esses dias, eu vi um homem perto de casa, comendo os restos na lata de lixo! Comida velha, azeda e embolorada… Uma pessoa normal, não comeria isso, mas alguém com fome???

Espiritualmente falando, o principio é o mesmo! Alguém desnutrido faz loucuras! Eu já vi pessoas, no momento de fraqueza, fazerem coisas horríveis e com grandes consequências… Mas fizeram, pois estavam fracas na fé!

O que nos mantém longe da lata de lixo, é ter uma vida espiritual sadia e estar sempre bem nutrido na presença do Senhor!

Robert Cleveland Lambeth

quarta-feira, 25 de julho de 2012

O tamanho da pedra!!!

Num 35:17  …Ou se o ferir com uma pedra grande na mão, que possa causar a morte, e ele morrer, homicida é; e o homicida será morto.

Quantos já ouviram as palavras: “desculpe, foi sem querer”? Acho que todo mundo já ouviu!

Ao ler a escritura acima, descobrimos, que nem tudo que parece ser acidente, realmente é acidente! Note que Deus disse: “se alguém jogar uma pedra e a pedra for grande, e matar alguém… o atirador, será considerado homicida”! Ou seja, não tem como alguém jogar um “tijolo” e dizer: “desculpe, foi sem querer”!

Me lembro de uma história que ouvi o falecido Pr. Firmiano Lopes contar, de quando ele trabalhava na antiga fabrica de geladeiras pelo nome “Frigidaire”, na saída, um homem foi parado na guarita para uma revista de rotina, e descobriram que ele estava furtando um motor de geladeira! A resposta do homem foi: “NOSSA, OLHA O QUE COLOCARAM NA MINHA BOLSA”! Tem coisas que não cola… É como se ele não tivesse notado os 8 quilos a mais de peso na lancheira!

Gente que joga pedra grande, joga para matar e destruir! E em alguns casos, não adianta pedir perdão, escusando-se de que foi um acidente… É necessário pedir perdão admitindo que a intenção era de destruição!

Então cuidado com suas palavras, atitudes e ações… a não ser, que sua intenção é de matar mesmo!!!

Robert Cleveland Lambeth

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Trabalho Bonito!


O Bispo John e a Igreja de Caxias II estão fazendo um trabalho muito marcante em um presidio feminino de Caxias do Sul. Esse trabalho é tão marcante, que uma rede de TV da cidade, fez uma reportagem desse trabalho… Alguém publicou essa reportagem no youtube!

Trabalho Bonito!

O Bispo John e a Igreja de Caxias II estão fazendo um trabalho muito marcante em um presidio feminino de Caxias do Sul. Esse trabalho é tão marcante, que uma rede de TV da cidade, fez uma reportagem desse trabalho… Alguém publicou essa reportagem no youtube!

http://youtu.be/RiJMbt8zINA

sexta-feira, 20 de julho de 2012

O Valor da Dor!

Eu li esse artigo e decidi compartilhar! Eu sempre disse que a dor, nos ajuda a viver mais! Sem dor, sem febre… nosso organismo não tem como nos avisar de um mal alojado em nosso corpo. Esses são sinais que nos alertam e nos ajudam a saber quando devemos reagir e lutar para erradicar as causas desses males!

Na vida espiritiual não é diferente… Devemos sempre estar atentos aos sinais que indicam as áreas de nossa vida que precisam de maior atenção!

HISTÓRIA DE STEVE PETE

Steven passou a infância engessado por causa de ferimentos que não sentia. Foto: Arquivo pessoal

Steven passou a infância engessado por causa de ferimentos que não sentia

Steven Pete e seu irmão nasceram com um raro mal genético chamado analgesia congênita. Os dois americanos do Estado de Washington cresceram com o sentido do toque, mas sem jamais terem sentido dor, como Steve explica no depoimento a seguir:

"A primeira vez que ficou claro para meus pais que algo estava errado foi quando eu tinha apenas cinco meses de vida. Comecei a mastigar minha língua à medida que meus dentes nasciam. Meus pais me levaram a um pediatra, onde passei por uma bateria de exames. Primeiro, acenderam um isqueiro na sola do meu pé e esperaram que se formasse uma bolha na pele. Logo que perceberam que eu não reagia, começaram a espetar agulhas nas minhas costas. Como eu novamente não respondi, chegaram à conclusão que eu sofria de analgesia congênita. A essa altura, eu já havia mastigado cerca de um quarto da minha língua".

"Eu e meu irmão crescemos em uma fazenda. Meus pais tentaram ser protetores sem nos sufocar. Mas, quando você vive no campo, e especialmente se você é um menino, você quer ficar fora de casa, explorar e aprontar um pouco. Por isso, no início da minha infância, eu faltei muito à escola por causa de lesões e doenças. Certa vez, acho que num rinque de patinação, quebrei a minha perna, mas não lembro dos detalhes. As pessoas apontavam para mim porque as minhas calças estavam cobertas de sangue da área em que o osso saiu. Depois disso, fui proibido de patinar até que fosse bem mais velho. Com cinco ou seis anos, funcionários do serviço de proteção ao menor me levaram da minha casa, porque alguém denunciou meus pais por agressão. Fiquei sob os cuidados do Estado por cerca de dois meses. E, quando voltei a quebrar a perna, eles finalmente perceberam que meus pais e meu pediatra estavam falando a verdade sobre a minha condição de saúde".

"Vai sentir dor quando eu acabar com você''
"Na escola, muitas crianças perguntavam o que eu tinha. 'Por que você está usando gesso?', eles questionavam. A maior parte do tempo eu estava engessado, até completar 11 ou 12 anos. E frequentemente me envolvia em brigas. Sempre que um menino novo entrava na escola, as crianças tentavam convencê-lo a brigar comigo, como uma espécie de introdução à escola. E me diziam: "Se você não sente dor, vai sentir quando eu acabar com você".

"Hoje, não me considero uma pessoa particularmente imprudente. Acho até que sou mais atento do que a maioria, porque sei que, se eu me machucar, não saberei a gravidade do machucado. Lesões internas são as que mais me amedrontam, especialmente apendicite. Em geral, se tenho qualquer problema estomacal ou febre, vou direto para o hospital só por precaução".

"A última vez que quebrei um osso, a minha mulher percebeu antes que eu. Meu pé estava inchado, com coloração preta e azul. Fui ao médico, passei pelo raio-x e descobri que tinha quebrado dois dedos e que precisaria usar gesso. Eu precisava trabalhar no dia seguinte. E, se estivesse engessado, teria que ficar afastado do trabalho por um bom tempo. Então disse aos médicos que eu podia me cuidar. Voltei para casa, peguei fita isolante, prendi meus dedos, vesti uma bota e fui trabalhar".

"Uma das coisas que terei que enfrentar em breve é o fato de que não terei mais a minha perna esquerda. Já passei por tantas cirurgias no meu joelho esquerdo que chegou num ponto em que os médicos disseram que só me resta esperar que a perna pare de funcionar. Quando isso acontecer, ela terá de ser amputada. Tento não pensar a respeito".

"Tento não deixar que isso me afete. Mas não posso evitar o pensamento de que a analgesia congênita foi uma das razões pelas quais meu irmão decidiu se suicidar. Suas costas estavam ficando cada vez pior. Ele estava quase se formando em uma universidade local, e os médicos disseram que, em um ano ou um ano e meio, ele ficaria preso a uma cadeira de rodas. Ele era uma pessoa que gostava do ar livre - gostava de sair, de pescar e caçar. Mas quando ele tentou receber algum tipo de ajuda financeira por sua debilidade quando ela chegasse, a resposta do juiz foi: "Se você não sente dor, não tem motivo para receber nenhuma assistência".

"O negócio é que, no caso do nosso problema, muitas pessoas que nos veem deduzem que somos saudáveis. Mas elas não têm ideia de que o meu corpo pode parar de funcionar a qualquer momento, que ele está todo machucado. Eu tenho artrite severa nas minhas juntas. Não é dolorido - eu não sinto nenhuma dor -, é apenas um incômodo. Mas às vezes é difícil andar. A sensação é de pressão, como se minhas juntas estivessem latejando. Alguns dias isso me deixa mal-humorado. Isso limita a minha mobilidade. Quanto aos médicos, acho que eles entendem o meu problema. Eles só não entendem o componente humano disso - a psicologia do que pode acontecer quando você cresce sem conseguir experimentar a dor".

conclusão: mesmo nós não gostando da dor, ela nos livra de muitos males!!! Sem dor, morremos mais rapidamente!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

A palavra mágica!

A história do filho prodigo é muito conhecida! Ele sai da casa do Pai (voluntariamente), leva sua herança, gasta tudo o que tem com os prazeres do mundo, perde tudo, acaba num chiqueiro de porcos… e decide voltar para casa (um ciclo – ele acaba, justamente aonde começou).

Usamos essa parábola, para incentivar as pessoas que “saíram” da casa do Pai… a voltar!

Mas na verdade, querendo ou não, há um portão… que separa os de “dentro dos de fora” (da casa)! Eu sei, que a história diz que o Pai, esperava o filho com “ansiedade e alegria”… MAS AINDA, HÁ UM PORTÃO DE SEPARAÇÃO!

O filho só pode entrar depois de dizer as palavras mágicas:PAI, PEQUEI CONTRA OS CÉUS E CONTRA O SENHOR… NÃO MEREÇO SER CHAMADO DE FILHO, MAS DEIXE EU SER PELO MENOS O JORNALEIRO DA CASA! “

A atitude do moço, e as palavras do jovem, é que permitiram ele entrar novamente no convívio da família!

É por isso, que o Pai não foi atrás dele… Porque, ninguém forçado a voltar, volta com a atitude certa!

A porta da “casa do Pai” sempre vai estar fechada para o orgulhoso, arrogante e debochado! Ainda, o arrependimento e a humildade são as chaves que abrem as portas do reino de Deus para o homens!

Robert Cleveland Lambeth

segunda-feira, 16 de julho de 2012

As guerras da vida!

Sírios velam corpo de parente em Qusayr; ONU e EUA elevaram a pressão sobre o regime de Assad após massacre com 220 mortos

Essa é a foto, da capa do Jornal “A Folha de São Paulo” de sábado dia 14 de Julho. Essa foto, foi tirada no velório de mais uma vitima do confronto na Síria.

Não estou aqui para debater os “prós e contras” do regime de Assad (ditador da Síria), até porque eu não entendo todos os detalhes desse complexo assunto, e os motivos dessa guerra sangrenta.

Mas o que me chama a atenção na foto, é o olhar vazio do menino na cabeceira do caixão! É como se ele não estivesse sentindo nenhuma dor ou emoção (e com certeza, o morto era seu parente, e provavelmente seu Pai ou Avô)!

O caso é que viver num local, cheio de constantes lutas e brigas, mortes e bombas todos os dias, tira um pouco o sentimento da vida! É como se o pequeno menino, estivesse perguntando: Que mundo é esse? Que vida é essa?

A dor e a constante pressão da vida, rouba de nós a beleza de quem somos! Nascemos cheio de sonhos, ideias, planos e vontade de aproveitar cada instante do dia… e ao passar o tempo, percebemos de que as circunstancias que nos rodeiam, afogam os nossos mais sinceros e puros sentimentos… E NOS TORNAMOS, COMO O MENINO DA FOTO ACIMA… CHEIO DE PERGUNTAS E RESSENTIMENTOS!

Eu sei que há pessoas que leem minhas postagens, que estão vivendo dilemas, dores e aflições! Essa semana mesmo, vi uma jovem tão bonita, com um olhar tão triste… ela sorriu para mim e me cumprimentou com um “olá” tão vazio! Eu me lembro dessa jovem, alegre, cantando, cheia de sonhos e planos… Mas a guerra da vida, matou a beleza de quem ela era!

Eu oro hoje, para que você e eu, não venhamos a perder o sentido da vida! EU SEI QUE NÃO É FACIL… mas lute por você mesmo! Lute pelos seus sonhos, lute pela sua família! Lute… lute… lute!

Não deixe a guerra da vida te matar!

Robert Cleveland Lambeth

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Isso tudo não é indicativo de alguma coisa?

Eu procuro sempre manter minha mente ocupada, pensando na vida e nos detalhes que nos rodeiam! Esse blog, é uma das maneiras que tenho de expressar minhas conclusões e compartilhar minhas ideias!

Então, eis aí, mais algumas coisas que tenho refletido ultimamente:

TEMPOS ESTRANHOS:

  • Qual o esporte da moda? Qual o esporte que mais cresce nos dias atuais? Lutas de MMA ou para alguns UFC! Eu te pergunto, existe alguma coisa mais desumana do que essas lutas? Existe algo mais insano do que um UFC? Dois homens num ringue como animais, lutando como bichos! E DEPOIS PROIBEM “BRIGA DE GALO” POR SER MUITO VIOLENTO!

  • Qual a Religião que mais cresce no mundo? Islamismo Radical! Nunca antes se viu uma época em que é “charmoso ou elegante” se dizer ser Islâmico (e do tipo matador). Você sabia que 88% dos cantores de Hip Hop dos EUA (musica que apregoa a violência) são Islâmicos? (fonte NY Times 2011)

  • Qual o estilo de Musica que mais cresce no mundo? Mundialmente falando é o Hip Hop (estilo que incita a violência) e nacionalmente, é aquelas musicas bestas, que o povão toca no carro no ultimo volume, que só fala besteira (repetindo a mesma palavra besta dezenas de vezes), e que insinua a pratica do sexo e da violência!

  • Filmes da Moda? Eu não olho filmes, mas eu sei que os cinemas estão cheios de filmes de Vampiros e filmes com conotação espiritual má, como Harry Potter e etc.! A moda agora é essa.. ser “chupador de sangue”, com olhos verdes e dentes brancos! Esse mundo tá virado!

OBS: veja como os os vampiros de hoje são charmosos!!!

  • Estilo de vida que mais cresce no mundo (inclusive no Brasil)? Homossexualismo! Em breve, a minoria serão os heterossexuais! Logo será raridade, haver famílias com Homem e Mulher e filhos…

  • Qual o estilo de roupas da atualidade? Quanto mais velho, rasgado e desbotado… MELHOR!

E ai, dá para tirarmos algumas conclusões sobre esses fatos? Existe alguma duvida sobre a maldade dos dias que estamos vivendo? E Ainda você não entendeu o porque a Igreja está lutando tanto? É por essas e outras razões que a Igreja está cheia de regras e estandartes… não queremos essas maldades todas em nossas Congregações!

Robert Cleveland Lambeth

quarta-feira, 11 de julho de 2012

História do Margarido!

Domingo a noite, o Pastor Gessé (líder Regional de Missões da IAB-SP), chamou algumas pessoas para darem o seu testemunho de conversão! A ideia era (nesse culto de Missões) mostrar a Igreja em geral,  de que todas as “almas” na Igreja foram ganhos por alguém!

Várias pessoas contaram o seu testemunho e essas histórias nos ajudaram a refletir na importância de sermos “testemunhas” do Senhor Jesus!

Uma das histórias que muito emocionou a Igreja, foi a contada pelo Pastor Sebastião de Godoy! Ele compartilhou conosco fatos de sua juventude sofrida tendo que viver de favor e trabalhar no pesado serviço numa olaria, longe de amigos e familiares.

Nessa olaria, havia um homem iletrado, simples, humilde e pobre pelo nome de Margarido! Pastor Godoy disse que esse homem nem tinha sapatos para usar e as roupas dele eram esfarrapadas… Mas era um homem que temia a Deus!

Todos os dias, Margarido ia para a Igreja e convidava esse jovem colega de trabalho chamado “Bastião”! Um dia, o “Bastião” aceitou o convite e foi a Igreja e se converteu!

Esse fato, faz muitos anos que aconteceu… e é bem provável que o Margarido já esteja morto em alguma sepultura esquecida! MAS O ATO QUE ELE FEZ, ATÉ HOJE É LEMBRADO!

Confesso que essa história mexeu comigo! Me lembrei das inúmeras vezes que minha mãe contava a história de sua vizinha, mulher pobre e idosa, que fazia “sopa de passarinho – por causa da pobreza” e chamava a jovem “Louise” (igualmente pobre), para jantar em sua casa, e nesses encontros ela pregava para a minha mãe sobre Jesus! Minha mãe nunca nos falou o nome da senhora idosa… Talvez nem ela se lembre… MAS A OBRA QUE ELA FEZ, ATÉ HOJE É LEMBRADA!

Eu poderia falar sobre a Irmã Guilhermina Almeida dos Santos, ex-freira, que pegou um folheto Apostólico, na rodoviária de Vitória da Conquista na Bahia, e escreveu para o endereço da Igreja em Esteio – RS, e acabou se convertendo! Ela ficou quase 20 anos, sozinha, pregando pelas ruas de Planalto na Bahia! Muitos se converteram e alguns até hoje estão na Igreja! Mas a Guilhermina morreu (quase 15 anos atrás)… Na ultima vez que fui a pequena Cidade de Planalto, procurei no cemitério local, o lugar aonde ela tinha sido sepultada – NENHUM REGISTRO!

A vida é cheia de pessoas “anônimas”, que fazem obras grandes para o Senhor Jesus! Na maioria, são pessoas simples, sem muita cultura nem destaque… MAS DEIXAM UMA MARCA NA ETERNIDADE!

Confesso que ao escrever esse pequeno texto, meus olhos estão cheios de lagrimas… Porque eu já fui tocado e abençoado inúmeras vezes por desconhecidos, que nem ficaram tempo suficiente para receber um MUITO OBRIGADO! Nós podemos esquecer… Mas Deus não esquece e ELE retribui a cada um, segundo as suas OBRAS!

Robert Cleveland Lambeth

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Não é facil ser Pastor!

Texto enviado pelo Pastor José Inácio, de Passo Fundo – RS

O Pastor

  • Se tem cabelos grisalhos...é muito velho. Se é jovem...não possui experiência.
  • Se tem dez filhos...é demais. Se não tem filhos...não está dando bom exemplo.
  • Se sua esposa canta no côro...ela é muito convencida e metida. Se ela não canta no côro...ela não está interessada no trabalho do seu esposo.
  • Se ele usa apontamentos para o sermão...é medíocre. Se não usa...os seus sermões não tem a necessária profundidade.
  • Se fica em casa estudando e preparando-se...ele não quer misturar-se com o povo. Se é visto pelas ruas... deveria estar em casa preparando devidamente seus sermões.
  • Se visita uma família pobre...tem prevenção contra os ricos. Se visita uma família abastada...é um bajulador e um burguês incorrigível.
  • Se fala pouco...é apressado. Se fala muito...cansa!
  • Se visita pouco...é bonachão. Se visita muito é inconveniente.
  • Se apela para a igreja ser dizimista...só fala em dinheiro. Se não faz apelos financeiros...não se interessa pela causa.
  • Se luta para manter a disciplina na igreja e quer as coisas em ordem...é ditador. Se não o faz...é transigente, é um pobre boneco.
  • O que quer, que faça...outro faria melhor.
  • Moral da história: não é fácil ser pastor.             

Será que há alguma verdade nisso????

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Momento “X”

Lucas 22:3  Entrou então Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, que era um dos doze…

Essa escritura mostra com clareza, o momento “X” em que Judas perdeu todas as chances de redenção! Até ali, quem sabe, algo poderia ter salvado ele… Mas quando o diabo entrou no coração dele, tudo se perdeu!

Esse momento “X” pode acontecer na vida de qualquer pessoa! Milhões de pensamentos podem passar pela sua cabeça… idéias ruins, planos infelizes… mas tudo isso pode ser revertido! Mas quando o diabo entra… quando a porta é aberta, quando começa o desenrolar das coisas… NÃO HÁ MUITO O QUE SE PODE FAZER!

Desde o principio, vemos uma “pré-destinação” de Judas, com relação a ser o traidor do mestre! Por meses, quem sabe,  ele foi tentado pelo diabo… muitas coisas se passaram na cabeça dele! (poderia ou não ele ter recusado ser o traidor? Claro que sim, pois Deus não iria impor isso a ele!) MAS FOI O MOMENTO “X” QUE DERRUBOU ELE!

Aconteça o que acontecer… NUNCA DEIXE O DIABO, ENTRAR EM SEU CORAÇÃO!

Robert Cleveland Lambeth

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Fé, Confiança e Paciência!

Como pregador, eu sempre ensinei de que um filho de Deus, tem que aprender a ter Fé, Confiança e Paciência!

  • é SABER de que Deus está no controle de todas as coisas! é ver o produto final… SABER de que Deus está trabalhando!
  • Confiança é ter PAZ no meio da luta! Confiança é poder dormir, no “cárcere da morte” (como Pedro dormiu), pois ele SABE que Deus está no controle!
  • Paciência, é esperar sem perder a fé! Paciência, é não olhar para o relógio… e sim olhar para Jesus (pois Deus não opera no nosso tempo… Mas no tempo DELE)

Na teoria, é assim que funciona (ou deve funcionar)! Todavia, nesses últimos dias, tenho visto que nem sempre é fácil viver o que se prega! Uma luta, pode por a prova a sua Fé, Confiança e Paciência! Graças a Deus, ainda tenho esses 3 atributos… (Talvez, precise melhorar minha intensidade em alguns deles)… MAS EM TUDO, CONTINUO A CRER DE QUE DEUS ESTÁ TRABALHANDO EM MEU FAVOR!  EU SEI QUE NA HORA CERTA, NOSSA VITÓRIA VIRÁ!

Robert Cleveland Lambeth

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Novo CD do Meu Amigo – Nilson Carlos

Fllyer-Nilson

Novo CD do Cantor Nilson Carlos! 100% Apostólico! Vale a pena conferir…

Flyer feito por Davi Quadros – Webdesigner

Davi Design Gráfico graphicdesignrs@gmail.com